Como funciona o refinanciamento de veículos

Quando não tem outro jeito e o bolso acaba apertando, a única saída é pegar um empréstimo para conseguir deixar as contas em dia. Para conseguir pagar juros menores, é possível optar por uma modalidade de crédito que exija uma garantia, ou seja, que esteja vinculada a um bem. E o refinanciamento de veículos é uma dessas opções, onde você pega dinheiro emprestado com uma instituição financeira ou banco e dá o seu carro como garantia de que todas as parcelas serão quitadas de acordo com o que foi acordado.
Mas, é importante lembrar que, quando você da um bem seu como garantia, mesmo que seja algo extremamente comum atualmente, essa é uma decisão extremamente séria e que deve ser pensada antes de ser realizada. Pois, caso você não consiga quitar com as parcelas em dia você acaba correndo o risco de ter o seu carro tomado pelo credor. Por essa razão, é essencial se planejar financeiramente antes de tomar uma decisão precipitada.
Confira a seguir dicas para esse planejamento, para que você consiga avaliar corretamente se esse é o momento ideal para assumir uma dívida desse porte ou não. Isso porque além do valor total do financiamento, é preciso ter uma ideia dos juros que são cobrados e do valor das parcelas.
Como funciona o refinanciamento de veículos?

  1. O crédito sempre varia de acordo com o valor de mercado do automóvel em questão

Ou seja, quanto mais novo seu carro for, maior será o valor que você conseguirá pegar como empréstimo com a credora. A quantia máxima costuma variar de uma instituição para outra, mas existem algumas que conseguem realizar um refinanciamento de até 100% dos automóveis.
A avaliação do veículo sempre será realizada de acordo com seu valor de mercado a anunciado na tabela fipe.

  1. Veículos fabricados a partir de 1970

2.1 – Motos fabricadas a partir de 2006
Esses veículos também podem ser utilizados como garantia, assim também como qualquer modelo de automóvel com até 10 anos de fabricação. Os carros mais antigos que isso não são elegíveis para essa avaliação.

  1. Os juros são menores do que os do crédito pessoal

Uma boa vantagem de realizar um empréstimo utilizando algum bem como garantia é que os juros são menores. Para auxiliar na negociação, você deve sempre estar de olho nos juros do crédito pessoal sem garantia e nos juros para financiamento de veículos.
A taxa que costuma ser cobrada para realizar o refinanciamento do seu carro se aproxima bastante das taxas que estão sendo praticadas nas tabelas, portanto é essencial ter total atenção com as taxas de juros.

  1. Até 60 meses para pagar

Esse prazo máximo costuma variar de acordo com a instituição que for escolhida para realização do refinanciamento, mas muitas instituições trabalham com o refinanciamento em um prazo de até 60 meses.

  1. Você tem a opção de antecipar as parcelas

O refinanciamento funciona como um verdadeiro crédito direto ao consumidor, ou seja, quando você recebe um pouco a mais, seja décimo terceiro, algum bônus, a restituição do imposto de renda ou outros, você pode antecipar as parcelas e ainda ganha um desconto nos juros.

Simular Emprestimo

Contato

Endereço

Rua Cussy Junior, 8-64
Centro Bauru - SP
CEP: 17015-021


Telefones

(14) 3243-3342
(14) 99101-8804